Tropa Felina – apresentação de cada gatinho

Meu nome é Claudia e sou dinossaura, estou por aqui há 10 anos já. Tenho 40 anos, moro no Rio de Janeiro, e sou professora, no momento licenciada por voz.
Moro com alguns poucos gatinhos, rs rs rs. Apresentarei todos por ordem de chegada:
1 – Aramis de Luminar (in memorian) ( Mis ), Persa silver shaded, nascido em 31/03/99 —  16/05/14ARAMIS
Aramis quer dizer “que veio de Aramitz” ( região da França ). Era meu segundo mosqueteiro favorito ( sempre fui fã de Dumas ). Luminar é o nome do gatil de onde ele veio.
Agora o primeiro gato da casa ( minha primogênita, Mel Karamell, morreu em abril ), meu primeiro machinho, o único gato comprado da casa, em julho de 99. Delicado e dengoso, adora dar beijinhos. É um ladrão de comida, taradão de plantão, adora incomodar as meninas em seus momentos de crise solitária, apesar de ser castrado desde os 5 meses. Poderia ser mais fofinho e lindinho, mas assim como os meus outros persas, está sendo mantido tosado, já que me falta tempo e saco para pentear. Afilhado da Aline G e da Je.
2 – Francisco Manuel Von Kratts (in memorian) ( Chico ), SRD preto e branco, nascido em 28/01/01
Francisco significa “que garante proteção”, e Manuel deriva de Emmanuel, “Deus conosco”. Chico era meu primeiro gatinho depois de ter ido morar com minha mãe, e considerei uma dádiva divina.
Meu primeiro resgato, estava dentro do motor de um carro. Resgatado em março de 2001. De uma beleza e um porte maravilhosos desde sempre, tem a sugestiva alcunha de “O Imperador”, pois é o líder nato da Tropa. Tolerante e bonachão com todos os outros gatos. Adorável porém mordedor, roliço sem ser gordo, meu companheiro inseparável, a verdadeira origem da minha família felina. Apaixonado pela Cacá e pelo Victor, sua esposa e filho adotivo. Afilhado da Meg.
3 – Ana Clara Esperança ( Cacá ), (in memorian) Siamesa “bolinha” seal point, nascida em 12/07/01
A conjunção dos nomes significa “cheia de graça, luz e esperança”. Na época minha querida amiga Inês já estava doente e esses eram meus desejos para ela… Adotei a gatinha dois dias antes do seu aniversário.
Minha gorducha fofa, amorosa até dizer chega, a princesa dos olhos azuis. Adotada da minha amiga Luisa em setembro de 2001, filha de uma gata que eu quis adotar mas não deixaram. “Esposa” fiel do Chico, é louca por ele e por seu filho adotivo Victor. Não é muito chegada a intimidades com os outros gatos, mas convive bem com todos. Ciumenta de carteirinha, uma paixão. Afilhada da Déia.
4 – Victor Valentim ( Vitório ), mestiço de siamês, nascido em 09/12/01victor
Victor quer dizer “vencedor, vitorioso”, e Valentim significa “valente”. O nome casou como uma luva para ele, que foi o único sobrevivente da sua ninhada, depois de ter sido jogado no lixo recém nascido.
Meu eterno bebezão, super amigo de todos, adora brincar e aprontar. Muito amigo de suas duas mães adotivas: Cacá ( que cuidou dele desde que chegou aqui em casa ) e Li Ming ( que cuidou dele até vir para cá ). É paulistano do Ipiranga, e foi encontrado recém nascido dentro de um saco de lixo, com suas duas irmãzinhas, recolhido por uma grande amiga minha já falecida e amamentado pela então gata dela, a Li Ming. Veio para o Rio com 42 dias, em novembro de 2001. Afilhado da Susana e da Flávia.
5 – Benjamim Blue ( Benji ), SRD preto, nascido em 15/11/01
benjaminBenjamim significa “filho da minha felicidade”. Eu estava mudando para meu próprio apartamento, e achei que o nome era mais do que adequado… Azul ? Hummm… Não dizem que a felicidade é azul ?
Recolhido do Campo de São Bento, em Niterói, pela Susana, aos dois meses, em janeiro de 2002, foi adotado por uma pessoa e depois readotado por mim aos cinco meses. Gato 100% bom, carinhoso, adorável, educadíssimo, mestre de cerimônias da casa, pois adora visitas. É a paixão do Lucca e de vários outros gatos, pois é muito amoroso com eles, e adora distribuir lambidas. Adora filhotes. Companheiro inseparável de outros três pretinhos: Giuseppe, Oleg e Othello. Afilhado da Andrea Botto.
6 – Aysha Bella ( Ysh ), SRD tigrada e branca, nascida em 15/02/02
aysha Bella

Aysha Bella

O nome Aysha quer dizer “vida” em swahilli, e foi dado porque a Páscoa significa a passagem para uma nova vida, muito melhor… Que era o que eu desejava para mim e para a Inês. Aysha Bella = a bela vida.
Resgatada com seus irmãos Alyssa e Lucca ( e  mais outros dois, doados ) em abril de 2002, numa casa semi abandonada aqui ao lado. Chegou bem fraquinha e raquítica, e ficou pequenina e delicada. Suas patinhas são um tesouro. É mienta e carinhosa, carentinha e dona de um dos pares de olhos mais lindos da casa. Em compensação é estressadíssima com a maioria dos outros gatos, e dá berros ultrassônicos quando incomodada por eles. Afilhada da Andrea Leonam.
7 – Alyssa Bella ( Lys ), in memorian – SRD branca e tigrada, nascida em 15/02/02
Alyssa significa “verdadeira”. Seria algo como “a bela verdadeira”.
alyssa bella

Alyssa Bella

Irmã de Aysha e Lucca, também veio da casa semi abandonada. Chegou em melhores condições que a irmã, mas sempre foi magrela e tem o pêlo arrepiado. Era uma filhota muito brava e arredia, e continua se esquivando de carinho, mas adora mamar nas minhas blusas. Muito rabugenta, só se dá bem com o Benjamim. Tem uma doença chamada Complexo Gengivite-Estomatite-Faringite, que causa feridas na boca e garganta e a torna dependente de cortisona. Por conta disso, perdeu a maior parte dos dentes. Afilhada da Thania.
Lucca

Lucca

8 – Lucca Gabriel ( Cuquinha ), SRD tigrado e branco, nascido em 15/02/02

A conjunção dos dois nomes significa “luminoso enviado de Deus”.
Irmão de Aysha e Alyssa, chegou gordinho e saudável, e era o maior da ninhada. Continua sendo ambas as coisas até hoje, é um dos maiores gatos. Meio assustadinho, demora um pouco a confiar em estranhos, a não ser que estes tragam algo de comer, rs. Dengoso e persistente, gruda no Benjamim o tempo inteiro, miando fininho. Afilhado da Ellen.
9 – Paloma Picasso ( Miminha ), SRD branca e azul, nascida em 05/04/02Paloma
Paloma quer dizer “pomba, doçura”, e o segundo nome foi uma homenagem ao pintor.
Irmã da Pandora, resgatada pela Susana no Campo de São Bento em maio de 2002, chegou aqui em casa com cerca de um mês, muito doentinha, com milhões de vermes, isóspora, sarna e rinotraqueíte. É a minha grande paixão, ao lado da Ninochka. Extremamente carinhosa e apegada a mim, companheira de todas as horas, um chamego só. Muito linda e peludinha, uma lady felina quase sempre, porém muito ciumenta. Arqui-inimiga da Freya. Afilhada da Odila.
10 – Pandora Inês ( Dora ), SRD branca e preta, nascida em 05/04/02
pandoraPandora significa “dotada de todas as dádivas”, mas o nome foi dado por outra razão. Pensamos inicialmente que era um menino… Quando vimos que não, ela recebeu seu primeiro nome em homenagem à mitológica Pandora e sua caixa de surpresas, e o segundo nome, em homenagem à Inês.
Irmã da Paloma, chegou aqui bem pior que ela, além de todos os problemas acima, era raquítica, o que a tornava muito menor que a irmão. No entanto, hoje é bem maior que ela, mais peluda e mais imponente. Minha top model felina, adora posar e é realmente uma gata maravilhosa. Muito na dela, sem grandes chamegos, adora a companhia do Victor e do Benjamim. Afilhada da Odila.
11 – Pablo Neruda ( Bli ), SRD azul, nascido em 22/03/02PABLO
O nome era apenas uma homenagem ao poeta que tanto gostava de gatos, mas acabou sendo um nome profético, é o menor dos meus machinhos ( Pablo significa “pequeno ).
Encontrado na rua em junho de 2002, veio da casa da Cecilia. Tem algum problema neurológico não identificado, mas que hoje em dia é quase imperceptível. Quando pequeno, andava todo duro, errava todos os os saltos, e era muito obsessivo ( ainda é ). Tem convulsões leves quando dorme, hoje em dia são mais espaçadas, mas quando bebê eram uma coisa feia de se ver. Meu menino maluquinho, mas de uma fidelidade e obediência absolutas. Grande companheiro, vive grudado em mim. Afilhado da Sandrinha e da Marilia F.
12 – Felicity Mayfar (in memorian) ( Fefê ), SRD preta e branca, nascida em 13/08/02
Signfica algo como “felicidade encantada”. Felicity foi o nome de uma gatinha que uma amiga teve, que ela amou muito mas morreu muito cedo. Mayfar é o sobrenome das famosas bruxas de Anne Rice. Felicity é a 13ª gata da casa, nada mais adequado.
Encontrada pela amiga Fabiana em Copacabana em outubro de 2002, tinha mais dois irmãos mas morreram atropelados. Foi uma gata grudenta e amorosa até os 11 meses de idade, quando uma convulsão rápida ( de causa desconhecida ) a transformou em uma gatinha arredia, medrosa e anti social. Tem muito medo de outros gatos, só se dava bem com o Pêssego, que era seu amigo de infância. Muito estressada, volta e meia sofre quedas de pêlo e às vezes se arranha compulsivamente até machucar ( o que está acontecendo nesse momento, infelizmente, está toda detonada ). Afilhada da Manu.
13 – Trica Lee ( TicaTica ), mestiça de persa tricolor, nascida em 26/08/00
Trica também já tinha esse nome, procurei apenas um complemento, Lee, que significa “leão”. Nada mal para quem tem uma bela juba…
Presente de Natal dado pela Cecilia em dezembro de 2002, é uma gata esplêndida mas pouco dada a carinhos e agarrações. Quase morreu no fim do ano passado de lipidose hepática, por conta da sua teimosia em só comer Whiskas ( os demais comem Equilíbrio ). Uma das gatas mais lindas da casa, peluda e gostosa. Muito na dela, super tranqüila, mas medrosa, gosta de companhia mas não encara se ameaçada. Afilhada da Re Garcia.
14 – Giuseppe Garibaldi (in memorian) ( Beppe ), SRD preto, nascido em 21/11/02
O chamei assim por causa da minissérie “A Casa das Sete Mulheres”. Se eu soubesse o significado do nome Giuseppe, teria escolhido outro, hehehehe… Giuseppe quer dizer… “Deus me aumenta a família”.
Nascido na casa de uma ex-amiga, filho de uma gata do Campo de São Bento, foi adotado por mim com dois meses, em janeiro de 2003. Grandalhão e imponente, é o mafioso da Tropa, sempre rondando para ver se pega algum desafeto desprevenido, como o Kayin e o Jean-Louis. Muito carinhoso, pede afagos agarrando a mão da gente com as patinhas. Todo fofo e maravilhoso, é minha pantera negra. É também um guerreiro: venceu um tumor enorme no mediastino. Afilhado da Andrea Botto e da Manu.
nikita15 – Nikita Pikachu ( Chu ), SRD branca e tigrada prateada, nascida em 03/11/02
Nikita significa “pessoa vitoriosa” e foi dado pelo meu irmão, que adorava a série “Nikita”. Como ela é uma vencedora, combinou. Elétrica do pokemón… rssss
Resgatada na rua muito arisca em janeiro de 2003, é hoje super carinhosa e carentinha. Mia me chamando e adora minha companhia. No entanto, é encrenqueira, adora armar um barraco. Uma gata linda, de olhos cor de esmeralda. Grande amiga do  Benjamim. Muito tranqüila e esperta, adora dormir em cima da estante da sala. Afilhada da Cecilia F.
16 – Lauren Belatrix ( Lôra, in memorian), SRD amarela, nascida em 09/11/00, partida em 12/03/2012.
Lauren significa “laureada, coroada de louros, gloriosa”, é o que ela é. Belatrix deriva de Beatriz, “que faz os outros felizes”. E ela realmente faz qualquer um feliz, pois se dá com todos, recebe as visitas com carinhos e adora colos…
Veio da casa da Cecilia em fevereiro de 2003. Foi encontrada na rua com dois meses, junto com uma irmã “gêmea”, adotada e depois devolvida. Esperou mais dois anos para ter um lar definitivo. Teve problema com os dentes há quatro anos atrás e perdeu vários, mas não perdeu o bom humor e o carisma. É extremamente carinhosa e grudenta, adora gente, adora visitas, ama colo. Grande companheira, grandona e fofa, um raio de sol na minha vida. Afilhada da Rosi e da Lu.
Anakin17 – Anakin Skywalker ( KinKin ), SRD branco, nascido em 26/01/03
Foi batizado assim por causa da minha adoração pela série Star Wars, mas fucei a internet inteira atrás do significado, que é “pioneiro viajante das estrelas”.
Nascido na casa da Luisa, de uma gata “kinder ovo”, veio para cá com dois meses, em março de 2003. É um dos meus três gigantes brancos, muito gordinho e grandalhão. Um gigante pacífico, meu menino anjo, que nunca brigou com ninguém, que nunca foi capaz de aprontar nenhuma arte. Tem pênfigo foliáceo, doença relativamente rara em gatos, que causa problemas de pele. Afilhado da Ro.
18 – Yasmine Shadow ( Mininica ) (in memorian), SRD blue cream, nascida em 04/12/02
Yasmine significa “jasmim” e Shadow, em inglês, quer dizer “sombra”. Yasmine foi por causa da yasminedelicadeza do desenho dessa gata, que me fazia lembrar a perfeição de uma flor, desenhada sulco a sulco, estame a estame. O jasmim é uma das minhas flores preferidas. Sombra por causa dos olhos dela, que carregam lesões antigas.
Adotada em uma exposição de gatos em abril de 2003, tem lesões nas duas córneas ( o olho direito tem visão bem prejudicada ) e é uma criatura gordinha e meio enfezada com gatos. Confunde muito todos, volta e meia rosna para algum inocente desavisado. Apaixonada pelo Banshee e pelo Anakin. Tem tendência a se meter em encrencas, por conta de uma compulsão alimentar bastante exótica – ela adora comer linhas, fios e afins. Já foi operada de emergência em 2005, com obstrução intestinal. Antes disso já tinha comido dois rolos de lástex e desfiado vários tapetinhos e capas de sofá para se “alimentar”. Comilona mas enjoada, teve lipidose hepática três vezes no passado. Afilhada da Marcia e da Marta.
19 – Órion Galaxy ( Ioiô ), Persa black, nascida em 31/03/03ORION
Obviamente, “galáxia de Órion”. Ok, eu diria que esse foi um nome besta. Escolhi Órion apenas porque queria um nome com O, para combinar com a irmã dela, Ômega…
Nascida na casa da Cecilia B, filha de dois gatos dela, veio para cá com 45 dias, junto com a irmã, em maio de 2003. Menos arisca que a irmã, mais carinhosa, mas ainda assim, evita muito contato. Era namorada do Yan, pelo qual era perdidamente apaixonada. Tem adoração pela irmã e não suporta ser separada dela. Afilhada da Ísis.
20 – Ômega Cat ( Omegatinha ), Persa black, nascida em 31/03/03OMEGA
Significa “gato final”… Obviamente, foi uma pobre tentativa de frear meus instintos gatísticos… rsssss
Irmã da Órion, é louca por ela. É muito arisquinha e danadinha, também conhecida por demoninha da Tasmânia. Difícil de agarrar, embora muito boazinha e incapaz de causar qualquer dano. Não gosta muito de contato com os outros gatos, não briga, simplesmente vive à parte deles. Carinha achatada linda, uma graça de gatinha. Afilhada da Andréa Bianco.
21 – Charlotte Brevè ( ChaCha ), Persa cálico diluída, nascida em 09/08/00charlotte breve
Charlotte quer dizer “feminina”. Brevè foi uma homenagem à Cecilia ( que tem sobrenome Breves ), mas descobri que significa “pequena” .
Veio da casa da mesma, em agosto de 2003, depois de ter sido abandonada. Emproada e metida, não dá bola pra ninguém. Mas adora minha mãe, é louca por ela. Ciumenta, daquelas que adora provocar ciúmes também. Gênio forte… rsss. Afilhada da Ísis.
22 – Babette Fanchon ( Amiguinha ), SRD escama diluída, nascida em 20/01/01
BabetteSeu nome significa “estrangeira livre”. Ela veio realmente como uma estrangeira, não era para ficar, estava apenas hospedada aqui. Livre, sempre foi, independente, desembaraçada… Mas cheia de amor.
Encontrada pelo meu amigo Rogério, veio da casa da Cecilia em setembro de 2003, junto com o Jean-Louis, para ser adotada pelo noivo da minha irmã. No entanto, depois de dois meses aqui, não saiu mais. Minha barriquinha, muito gordinha, é uma das mestras de cerimônias da casa, vem receber qualquer visita com muitas cabeçadas. Se não dão atenção, mordisca os cabelos. Adorável. Cuidou de alguns filhotinhos e adora o Banshee. Manca de uma das patinhas dianteiras, seqüela de algum acidente antigo. Afilhada da Magali.
23 – Jean-Louis (RIP – 17/07/2012) ( Alemão ), SRD branco e creme, nascido em 12/05/98
Seu nome significa “luz graciosa de Deus”.
Veio da casa da Cecilia B em setembro de 2003, junto com a Babette. Foi o primeiro resgatinho da Cecilia, em um ano já esquecido, rs. Suave, terno, amoroso… Uma luz realmente. Um gato extremamente pacífico, de boa paz. Um tanto medroso, não gosta de sons altos nem de movimentos bruscos. Adora os mais novos. Teve um tumor no ouvido há anos atrás, mas felizmente era benigno. No entanto, perdeu um pedaço da orelha direita. Afilhado da Doris.
24 – Oleg Fiodor ( Ó-Lég ), SRD preto, nascido em 13/11/03
Seu nome significa “sagrado presente de Deus”.
Irmão de Ninochkaoleg, Noel e Mitôa, e de mais uma irmãzinha ( Bastet ) que não está mais comigo. A ninhada foi resgatada em dezembro de 2003, com apenas 15 dias, e muito doentinhos. Foi uma luta salvá-los, foram noites e noites sem dormir, dando mamadeira e medicando. Oleg era um dos mais doentes, tinha rinotraqueíte e clamídia e um dos olhos, em conseqüência disso, acabou ficando com a visão prejudicada. Mas hoje é um menino super saudável, arteiro, cheio de energia. Melhor amigo do Kayin, adora bebês e tem muitos companheiros de brincadeira. Extremamente falante, carinhoso e grudento, de uma doçura fora do comum. Adora correr atrás de bolinhas e ratinhos e trazê-los de volta para mim. Super dengoso, adora amassar com as patinhas e dormir bem juntinho. Tem adoração por mim, e, se ouve minha voz mas não me vê, desanda a miar até me encontrar. Um amor, uma paixão, o dono pirata do meu coração. Com a partida de sua dinda Oneia, virou afilhado da Aline F, da Fer Fontes e da Ro.
25 – Ninochka Olenka ( Bisso ) (in memorian), SRD branca e preta, nascida em 13/11/03 a 12/05/12
Seu nome quer dizer “graça sagrada”.
Irmã de Oleg, Noel e Mitôa. Era a única gatinha saudável da ninhada, mas curiosamente mostrou ser a única portadora de uma doença incurável – a cardiomiopatia hipertrófica, descoberta aos 11 meses de idade, quando quase morreu com um edema pulmonar gravíssimo. Alguns meses antes disso, já tinha escapado da morte, quando roeu a tela da janela e saiu pelo buraco, ficando pendurada nela pelo lado de fora, prestes a cair no meio da rua, que é super movimentada. Por conta do problema cardíaco, evitei castrá-la, o que acarretou uma piometra aos dois anos de idade, e uma castração de emergência. Dois meses depois ainda teve Síndrome de Horner por conta de um remédio pingado no ouvido… Depois disso resolveu me dar uma folga, rs. Ninochka é minha maior paixão, minha outra metade, minha pequena maravilha, a queridinha entre as queridinhas da mamãe. Amorosa e possessiva, ciumenta e dengosa, ela manda na casa e no meu coração. É cheia de vontades e super voluntariosa, uma máquina felina sempre em disparada pela casa. Maluquinha e deliciosa, meu grande amor. Grande rival da irmã Mitôa. Afilhada da De / SP.
26 – Mamabê Kayin Abayomi Of Annya (In Memorian) ( Kakay ), Bengal spotted tabby, nascido em 03/11/03
Mamabê é o nome do gatil onde ele nasceu, e Annya é o nome do meu gatil. A conjunção dos outros dois nomes significa: “criança há muito tempo desejada que nasceu para trazer alegria”. Kayin é um bengal, e eu queria um nome que lembrasse suas origens selvagens, um nome tribal. Encontrei estes dois nomes em iorubá. Cairam como uma luva em um gato que foi um sonho realizado.
Melhor amigo do Oleg, seu companheiro inseparável de farras. Presente da dona de um gatil de Minas Gerais, Kayin chegou em fevereiro de 2004 e é meu menino de ouro. Voluntarioso, teimoso, implicante, mandão, mas surpreendentemente carinhoso. Brincalhão e divertido, pai adotivo de vários filhotes. Amoroso ao extremo, chega a ser chato, rsrsrs. Mijão de carteirinha, marca a casa toda, mesmo castrado desde os cinco meses de idade. Já foi muito encrenqueiro e perseguiu vários dos gatos mais velhos da casa, mas hoje está muito mais calmo. Só guarda uma certa implicância com a Babi, e com Manakel, seu grande desafeto. Morre de medo do Lucca, do Giuseppe, do Gawaine e do Chico. Afilhado da Dri F.

27 – Maarit Naarah ( NitNit ), SRD escama, nascida em 18/02/04

Maarit

Maarit

Maarit é uma corruptela de Maaret, o nome de uma personagem de um dos livros de Anne Rice, uma vampira muito, muito antiga. A soma dos nomes significa “pérola de felicidade”.
Irmão de ninhada de Athos, Banshee, Lucy e Allegra, e filha da Maat. Irmã também do Thoth. Maarit e seus irmãos de ninhada vieram do quartel da PM, em março de 2004, pois moravam no estacionamento e corriam risco de vida. Maarit já veio para ficar, muito embora seus irmãos teoricamente estivessem para doação. Minha primeira escaminha, tem o mesmo temperamento de sua mãezinha Maat: é uma gatinha tímida, muito medrosa com estranhos, embora goste de carinho e peça por ele, de vez em quando. Afilhada da Alice.
28 – Lucy Marie (in memorian) ( Lu ), SRD tricolor, nascida em 18/02/04
O primeiro nome foi dado em homenagem à Lucy, dona da Gataria, minha grande amiga. Significa “soberana luz”, e ficou até engraçado, mas combina bem com essa ela.
Irmã de ninhada de Athos, Banshee, Maarit e Allegra, e filha da Maat. Irmã também do Thoth. Lucy é uma gata elétrica, falante, cheia de atitude e muito decidida. Extremamente brincalhona, adora seus irmãos, em especial o Athos. É grande parceira de brincadeiras de qualquer gato que aparecer. Tem rinotraqueíte crônica. Muito sociável e comunicativa. Tem birra com a Ninochka e a Mitôa. Afilhada da Clara.

29 – Anna Allegra ( Lelé ), SRD tigrada escama, nascida em 18/02/04

Anna

Anna

A dengosa tigradinha de patinha creme, em homenagem à amiga de todas as horas, Ana Bouhid, e a uma de suas gatas, se chamou Anna Allegra. Seu nome quer dizer “cheia de graça e alegria”.
Irmã de ninhada de Athos, Banshee, Maarit e Lucy, e filha da Maat. Irmã também do Thoth. Allegra foi a gatinha que mais me encantou em meio a seus irmãos. Era absolutamente comum, mas de uma graça e de uma meiguice ímpares. É a palhacinha da turma, a coisinha fofa e mamona que se agarra em mim à noite. Muito animada e brincalhona, e faladeira como ela só. Afilhada da Ana Clara.
30 – Bastian Banshee ( Bambam ), SRD amarelo e branco, nascido em 18/02/04

O amarelo e branco com carinha de anjo e enormes olhos, me lembrava muito um gato da querida Magali que sempre achei maravilhoso, portanto… Ficou sendo Bastian Banshee. Mal sabia eu que poucos dias antes, ela havia perdido um gato chamado Bastion. Coincidência ? Não acredito nelas… O nome significa “reverenciado mago”.

Banshee

Banshee

Irmão de ninhada de Athos, Allegra, Maarit e Lucy, e filho da Maat. Irmão também do Thoth. Banshhe é um gatinho muito fofo, super bonzinho, e adora brincar. Apaixonado pelos irmãos e namoradinho da Yasmine. Foi adotado pela Babette quando bebê. Passou por maus bocados em 2005, por conta de um problema congênito, a necrose asséptica da cabeça do fêmur, que provocou uma cirurgia onde a mesma foi retirada, o que o deixou manco por vários meses. Tem as perninhas magrinhas, mas é cheio de energia. Afilhado da Magali.

31 – Monsieur Athos ( Tintin ), SRD amarelo e branco, nascido em 18/02/04

Athos

Athos

O nome quer dizer “senhor livre”. De todos os seus irmãos, Athos sempre foi o mais desembaraçado, sapeca e despachado. Livre como o vento, muito senhor de si. E Athos era meu mosqueteiro favorito ( voltamos à Dumas, rs rs rs ).
Irmão de ninhada de Banshee, Allegra, Maarit e Lucy, e filho da Maat. Irmão também do Thoth. Elétrico e esperto, danadinho e levado, super brincalhão, grande parceiro dos irmãos. Adorava mamar no Yan, que o adotou quando bebezinho. Magrelo e orelhudo, meu oriental genérico. Tem uma alergia que o deixa sempre com focinho pelado. Afilhado da Aline F.
32 – Blanche Dubois ( BlanBlan ), SRD branca, nascida em 05/04/03
blancheSeu nome significa “floresta branca”. O nome foi dado por causa da cor, e o segundo nome foi dado por meu amigo Claudio. Blanche Dubois é o nome da personagem de Vivien Leigh em “Um Bonde Chamado Desejo”.
Mãe da Malu, foi resgatada com seus quatro bebês recém nascidos na quadra da escola onde trabalho, em abril de 2004. Três dos bebês foram doados, e fiquei com a mamãe e a pequenina restante. Blanche, como gata mãe, nada fica a dever à filha nas traquinagens. Adora correr, o que é uma cena cômica, tendo em vista seu corpinho um tanto roliço. Louca por sol, por vento, por um lugarzinho na janela. Não gosta de outros gatos, só da filha. Mas também não briga Frustrou enormemente a Yves, que sempre sonhou ( e tentou de todo jeito ) ser sua filha adotiva. Foi minha desde o primeiro instante em que a vi, e para ser sincera, nunca me empenhei muito em doá-la. Afilhada da Débora.
33 – Marie Louise Dubois ( Malu ), SRD tricolor diluída, nascida em 05/04/04marie luise malu
O nome quer dizer “renomada guerreira soberana”. Encontrada recém nascida junto com a mãe Blanche e mais 3 irmãos, ela mereceu o nome.
Malu(quinha) é completamente doidinha, a gatinha mais pirada da casa. É uma criaturinha “meiga” que rasga papéis, escala cortinas, derruba banquinhos de madrugada, faz escândalo para tomar remédio, descasca o sisal dos arranhadores e ameaça bater nas gritadoras ( a dupla Alyssa e Aysha ). Tem cardiomiopatia hipertrófica como a Ninochka, embora em grau muito leve. Afilhada da Déia.
34 – Yves Dore ( Ronron ), SRD amarela e branca, nascida em 15/04/04
Dore significa”pequena guerreira loura”. Casou bem com essa pequerruchinha descoberta por yvesminha irmã debaixo de um carro, em junho de 2004, enquanto ela resgatava um gato do outro lado da rua… Por incrível que pareça não eram irmãos, o resgatado tinha sido recém jogado e Yves nasceu na rua, foi a única da ninhada que sobreviveu, segundo os vizinhos.
Yves pompom, Yves ronrom. Yves que chegou encantando todo mundo, que chegou deslumbrando os humanos e encarando os felinos com a naturalidade de uma criaturinha que sempre se sentiu perfeitamente à vontade. Chegou para ficar, com ares de quem diz “vim, vi e venci”. Não dava a menor bola para rosnados, e apenas se esquivava das patadas. Absolutamente segura de si, incrivelmente adaptada desde sempre. Enturmou-se rápido, e preferencialmente procurava por amarelos como ela. Insistiu semanas com Blanche, queria de todo modo que fosse sua mãe também. Não conseguiu. Nunca mais chegou perto dela, magoadíssima. Mas se tornou a melhor amiga, quase irmã, da filha dela, Malu. Ronronante ao extremo, cheia de poses de calendário, uma top model dengosa de rabão emplumado e patinhas com aqueles pelinhos tentadores entre os dedinhos. Narizinho rosa choque, olharzinho piduncho, olhinhos molhados. Uma gatinha tão perfeita, mas tão perfeita… Que tinha que ser minha, oras ! Afilhada da Ro.
35 – Maat Maehva (in memorian – 26/04/12) ( MatMat ), SRD amarela e branca, nascida em 22 de março de 2001
Maat é a deusa egípcia da justiça. Maehva em polinésio significa “bem vinda”.
Mãe de Maarit, Allegra, Lucy, Athos, Banshee e Thoth. Nascida e criada no quartel da PM, ficou por lá quando sua ninhada foi trazida para mim por meu amigo Claudio ( seu guardião no QG ), mas veio se juntar a eles, acompanhada do filho mais velho Thoth, em julho de 2004, quando os gatos do quartel começaram a ser envenenados. Maat é uma menina tímida, mas bem amorosa. Adora carinho. É extremamente gordinha, uma bolinha redonda. Tem uma unhinha para fora, um charme. Afilhada do André.
36 – Thoth Akhenaton ( Tico ), SRD amarelo, nascido em 14/11/2001
Thoth é o o deus egípcio da escrita. Akhenaton foi o meu faraó preferido, rs.thot
Irmão mais velho ( e provável pai ) de Athos, Banshee, Allegra, Maarit e Lucy. Também vivia no quartel e chegou aqui alguns meses depois deles, com sua mãe, Maat.
Um gatão apaixonante, e muito amigo dos irmãos mais novos, que reconheceu assim que chegou, para minha surpresa. Delicioso e bonzinho, super tranqüilo, se enturmou imediatamente com os gatos da casa, e se tornou um grande companheiro meu. Grandão e fofo, meu bonecão. Tem rinotraqueíte crônica, como a irmã Lucy. Afilhado da Dri Z.
37 – Éowyn Of Rohan (in memorian – 21/04/2012) ( Él ), SRD escama, nascida em 18/06/2004
Em homenagem a saga de Tolkien, batizei-a com o nome do meu personagem favorito de “O Senhor dos Anéis”… A bela e admirável guerreira, Éowyn Of Rohan ( significa “amante dos cavalos, da Terra dos Cavaleiros” ).
Abandonada aqui em frente de casa, foi resgatada por minha falecida irmã em outubro de 2004. Espoleta, danadinha, metida, muito na dela. Não gosta de colo, de ser agarrada, de muitos amassos. Mas atende quando chamo, e se derrete toda quando coço a barriga. Geniosa, é quase impossível de medicar. Tem fixação por água. Já derrubou o pote que fica na pia muitas vezes. Maluquinha e engraçada. Afilhada da Tati.
38 – Ellena Celebrindal ( Lelê ), mestiça de siamês,nascida em 20/10/2004
Ellena é um nome élfico que quer dizer “caminho da estrela”. Celebrindal significa “pés de prata”. Ambos os nomes foram tirados dos romances de Tolkien, que adoro.
Resgatada na Prefeitura em janeiro de 2005, chegou com isóspora e um fungo persistente. Menina doce, extremamente meiga e colenta, adora ficar empoleirada no ombro e afofar. Tem patinhas delicadas e fofas, olhos de um azul celeste, e um coração apaixonado. Ellena é luz e estrela, é a prata luminosa do luar. É minha pequena princesa, minha criança bondosa, cheia de amor e ternura. Ellena é um raio de cor pela casa, patinhas que se movem rápido, em correrias intermináveis. Companheira inseparável de Marie Antoinette, namorada eleita por Gawaine. Uma gata que nasceu para brilhar e ser amada, um anjo puro. Afilhada da Gi.
39 – Marie Antoinette D’Anjou ( Tutu ), SRD escama, nascida em 10/01/2005
Marie significa “soberana” e Antoinette significa “além de qualquer elogio”. Mas o nome foi escolhido em função datutu sua história, afinal, ela quase se auto decapitou, rsrsrs. D’Anjou é o sobrenome de uma das personagens de “O Feitiço de Áquila”.
Resgatada no valão pela Rosely do SOS Felinos, veio para cá em fevereiro de 2005. Tutu, como ficou conhecida, é uma encantadora bolinha de pêlos, mas dotada de uma personalidade marcante e nada submissa. Também conhecida como Tutubarão, ela não se deixa levar pelas delícias da boa vida colenta, e não gosta de ser agarrada. Mordetiva, atrevida, abusada e danadinha, uma gata com muita vontade própria e um charme especial, natural e raro. Afilhada da Alice.
40 – Sir Gawaine Of Annya ( Gaw ), SRD preto e branco, nascido em 03/09/2004
gawayneO nome Gawaine Of Annya significa “falcão de batalha de Annya”. Gawaine realmente venceu a morte, e é o primeiro gato a levar meu nome de gatil, por sua vez, uma homenagem à minha saudosa Luciola Annya.
Resgatado em março de 2005 no estacionamento da escola, em um dia de chuva, com pneumonia e clamídia, muito magro e desidratado. Meu coelho maluco, que salta pela casa em cima e atrás dos outros gatos. Menino mimado e doce, adora colo e carinhos. Animado e brincalhão, guloso e dengoso. Adora a linda Ellena, sua maior companheira de brincadeiras. Único gato da casa a enfrentar o Kayin, ainda que de brincadeira. Deixa o pobre bengal desmoralizado… Meio implicante, e muito ciumento, apaixonado por mim. Afilhado da Maria Alice.
41 – Illyanna Hope ( Lilica ), SRD tigrada escama, nascida em 12/06/99LILICAILLYANNA HOPE
Illyanna signigfica “lua” e Hope, “esperança”. A conjunção poderia ser traduzida em “lua da esperança”.
Lilica foi resgatada na casa semi-abandonada aqui ao lado pela minha irmã, em junho de 2005. É uma gata muito amorosa, que adora dar cabeçadas e ganhar carinho. Arredia com estranhos, assusta com sua cara de poucos amigos. Não gosta muito de outros gatos e evita um contato muito próximo com eles, com exceção da hora de dormir, quando sobe na cama e dorme tranqüilamente com todos os que lá estiverem. Afilhada da Magali.
42 – Babi Bab Baboom ( Izi Babizi ), SRD tigrada escama, nascida em 20/07/2004
Bem, ela veio para a minha casa já sendo chamada de Babi. Estava difícil encontrar um nome que combinasse. Vasculhando a net, achei o nome de um deus egípcio pouco conhecido, chamado Bab Baboon ( = babuíno chefe ), então… Achei que ficava uma combinação interessante, apesar dela ser menina, rs rs rs.
Mãe da Lara, e da saudosa Tonya. Babi estava na casa da Cecilia B, já tinha sido doada e devolvida. Engravidou de um himalaio dela, o Gatin, que ainda não era castrado, e eu a trouxe para casa com suas quatro bebezinhas recém nascidas ( as outras duas foram doadas ). É uma gata meio tímida, não gosta de muita agarração, nem de estranhos. Linda e bem gordinha, volta e meia pede carinho. Meio rabugenta com outros gatos, detesta o Kayin. Teve um tumor benigno no queixo, meses atrás. Afilhada da Kika.
43 – Lara Cecilia ( Lala )(in memorian), mestiça de persa tigrada escama, nascida em 23/09/2005
Lara significa “fortaleza”. Cecilia foi escolhido para homenagear a responsável por sua vinda para a minha casa.
Filha da Babi e irmã da saudosa Tonya, chegou aqui em casa recém nascida, em setembro de 2005. Maravilhosa desde bem pequenina, no entanto tem um temperamento difícil e meio selvagem. Adora estar por perto, mas detesta ser pega ou acariciada. Ameaça morder se houver insistência, e se bobear, morde mesmo, e com vontade. Extremamente peluda, detesta ser penteada e é o terror dos banhistas e tosadores. Temerária e atrevida, abusada e ousada. É afilhada da Alice.
aiko44 – Aiko Oyama ( Pêta ), SRD preta, nascida em 24/10/1994
Ayko significa “criança amada” e Oyama “a grande montanha”.  Ok, o segundo nome não tem nada a ver, mas ficou um “sobrenome” bem bonitinho !!!
A gata mais velha da casa, foi herança de uma amiga querida, Inês, que faleceu em 2003. Foi doada a princípio para uma ex-amiga, junto com a Li Ming, e veio para a minha casa em dezembro de 2005. Vovozinha deliciosa, de pêlo macio com tons de chocolate, muito doce e mienta, minha gatinha de bruxa. Uma paixãozinha, uma bolinha fofa de pelos com saúde de ferro. Quase não tem dentes, mas tem um apetite e tanto, e uma grande vontade de viver. Amistosa com todos, mas um tanto ciumenta. Afilhada da Fer Fontes e da desaparecida Renata Goulart.
45 – Li Ming ( Ming ), mestiça de siamês, nascida em 25/05/1999
Nome de origem chinesa, que significa “linda e preciosa”. Caiu como uma luva para a minha siamesa carinhosa e doce, miante e conversadeira, linda como um sorvete crocante.Li Ming
Li Ming é uma criatura absolutamente apaixonante. Como seu filho adotivo Victor, é uma gata deliciosa, derramada, daquelas que se pode virar do avesso sem correr o menor risco. Ela é extremamente comunicativa e mienta, adora ter longas conversas e contar as novidades… Muito tranqüila e meiga, desde o primeiro dia se enturmou perfeitamente com todos os gatos, especialmente com os outros siameses, entre eles seu filho adotivo, do qual cuidou com tanto carinho, e que provavelmente reconheceu, mesmo depois de quatro anos separados. O reencontro dos dois foi emocionante, assim como emocionante é ter a honra de conviver com ela. Seus maravilhosos olhos azuis faiscantes expressam todo o amor que guarda em seu coração felino, e suas patinhas delicadas pedindo carinho e me amassando antes de dormir são um verdadeiro presente. Li Ming veio para conquistar meu coração e para encher a casa de alegria, para amenizar a tristeza causada pela morte de Nikita, minha linda ursinha de pelúcia, dona dos mesmos olhos azuis que hoje brilham na minha frente. Afilhada da De / SP.
46 – Sweet Storm (in memorian) ( Docinho ), SRD escama, nascida em 04/01/2006
Sweet de “doce”, Storm por causa da personagem dos X-Men, significa “tempestade”… Ela é uma tempestade de doçura !!!
Irmã da Mystique. Resgatada pela Rosely do SOS Felinos de um valão, veio para cá com a irmã em março de 2006. Serelepe e ronronante, amorosa mas sem exageros, adora amassar minha barriga e dormir bem juntinho. Mas odeia ser obrigada a qualquer coisa, inclusive carinho… Bate, morde e sai correndo. Se dá bem com os outros gatos, mas tem implicância com Ninochka e Mitôa. Teve lipidose hepática no passado e quase morreu. É muito delicada, para de comer até por ciúme. Afilhada da Magali.
47 – Mystique Flower ( Florzinha ), SRD escama, nascida em 04/01/2006

MystiqueFlower

Significa ” flor mística”, e foi uma homenagem à Nossa Senhora ( a “Rosa Mística” ), por causa de uma promessa que fiz quando estive muito doente. Mas veio a calhar, pois seu nome “de doação” era Florzinha… Mystique também é uma personagem dos X-Men, além disso.
Irmã da Storm, é o dobro dela, em tamanho e em peso. Linda e enorme, a maior gata da casa. Implicante com outros gatos, detesta filhotes e novidades felinas. Seu passatempo favorito é ficar no meio do caminho estapeando toda e qualquer criatura que tiver a ousadia de passar por ela. Com humanos é bem sociável, adora visitas e carinho. Afilhada da Magali.
Vladimir

Vladimir

48 – Vladimir Maiakovski ( Vlad ), SRD branco, nascido em 10/02/2003

É o nome de um poeta russo, do qual minha irmã gostava. Vladimir significa “grande jogador”.
Resgatado pela minha irmã em abril de 2003, raquítico e doentinho. Viveu com ela até sua morte, em 2006, quando veio, em agosto, ficar comigo, junto com Mitôa, Logan, Manakel, Yoshi e Kadyia. Vlad é um gigante bondoso, um gatão imenso e gordonção, o mais pesado da Tropa. Fofolento e pacífico, zen e carinhoso, adora fazer sua “dancinha”, rodando na cadeira enquanto falo gracinhas. Lindo e delicioso, meu coelhão branco. Afilhado da Ro.
49 – Mitôa ( Mim’s ), SRD branca e preta, nascida em 13/11/2003
Irmã de Oleg e Ninochka, resgatada por mim na escola onde trabalho com 15 dias de vida, em mitoadezembro de 2003. Muito doentinha, com clamídia e  rinotraqueíte, quase perdeu seu lindo olho azul. Era da minha irmã, e veio ficar comigo em agosto de 2006. Mitôa é o nome do personagem de uma peça de teatro que ela assistiu e gostou ( “Imagens da Quimera” ). Em nahuatl ( um dialeto mexicano ) significa “nós somos”.
Mitôa é uma gatinha muito carinhosa, de olhos bicolores, extremamente grudentinha, como seus três irmãos. Amorosa e delicada, dengosa e cheia de charme, é toda molinha e adora dar barriguinha, fazer fofices e amassar. Também gosta de mamar na roupa, e faz isso com qualquer um que a pegue no colo. Muito sociável e boazinha, é no entanto ciumenta e sua maior rival é a irmã, Ninochka. Afilhada da Tati.
50 – Wolverine Thundercat Logan ( Lolo ), SRD tigrado, nascido em 02/01/2004
Era da minha irmã, e veio ficar comigo em agosto de 2006. A escolha do nome foi uma brincadeira dela, misturando Thundercats com X-Men. Mas embora Thundercat signifique “gato trovão” e Logan signifique “planície”, o que não tem nada a ver com ele, Wolverine significa “glutão”… bem adequado, rs rs rs.

Wolverine

Logan foi resgatado pelo noivo da minha irmã, o Flávio, na casa semi abandonada aqui ao lado, em março de 2004. Estava den
tro de uma caixa de sapatos lacrada, coberto de óleo e sujeira. É um gatão grandão e imponente, lindo e companheiro, de belíssimos olhos cor de esmeralda. Maníaco por sapatos e sandálias, adora morder os pés das visitas que não lhe cedem seus calçados. Aliás, apesar de carinhoso, morde com uma certa facilidade. Adora dar beijos, e dormir agarrado. Afilhado da Rosi e da Lu.
51 – Manakel ( Bebê ), SRD preto, nascido em 01/04/2004
Também era da minha irmã. Tem o nome do anjo que presidia o dia do aniversário dela. Foi manakelescolhido porque ele sempre foi uma espécie de guardião da Flávia.
Resgatado por ela na rua aqui ao lado, em junho de 2004, sempre foi muito quieto e bonzinho. Mas não gosta de outros gatos, rosna para eles com freqüência e, se mais fracos, persegue. Grande inimigo do Kayin, os dois já me deram problemas sérios no passado. Menino gostoso e meio gordinho, troncudo e forte, mas muito preguiçoso, rs rs rs. Carente e grudento, às vezes chamado de Bebê Chato. Tem uma doença auto imune de causa inespecífica, que ataca a pele e o deixa volta e meia cheio de inchaços e feridas, outro problemático da casa, e “escravo” da cortisona. Apesar disso, ainda é um gato bonito. Afilhado da De / SP.
yoshi52 – Yoshi Moyashi ( Yoyô ), SRD preto e branco, nascido em 01/12/2004
Outro gatinho que herdei da minha irmã. Yoshi significa “bom”. Moyashi foi uma gracinha, rs rs rs, é “broto de feijão”…
Yoshi foi resgatado pela minha mãe, aqui na frente de casa, em fevereiro de 2005. Estava na calçada sentado e ela o atraiu com pedacinhos de bacon. É um doce de gato, super tranqüilo e bonachão, meu gato zen. Adora dormir e observar a vida, é muito contemplativo, digamos assim, rs rs rs… Quase um clone da Alice, grande companheiro dela e de todos os dorminhocos da casa. Adora deitar em cima de coisas macias, sejam elas meu travesseiro, roupas ou a maleta do laptop. Afilhado da Gabby.
53 – Kadyia Of Ruwenda ( Pontinha ), SRD preta e branca, nascida em 08/11/2005kadya
Era a caçulinha da minha irmã. Tem o nome de uma princesa, a personagem mais ousada do romance “O Trílio Negro”, de Marion Zimmer Bradley, que era o livro favorito de nós duas. Mas Kadyia significa “aquela que ajuda os outros”. Ruwenda é o nome do reino da audaciosa princesa.
Foi resgatada num posto de gasolina, em fevereiro de 2006, junto com o irmão todo azul, que foi doado para uma grande amiga. Kadyia é a minha pequena feral, com cara e jeito de coalinha. Uma gatinha extremamente arisca e assustada, intocável e indomável. Comilona, mia pedindo petiscos, e até se arrisca a pegá-los na mão, mas a qualquer movimento vai embora. Linda e delicada, uma pequena princesa. Afilhada da Magali.
sofia54 – Sofia Mia ( Sopita) (in memorian 04/01/14), SRD preta e branca, nascida em 30/10/2006
Sofia significa “sabedoria” e Mia “amada”. Foi uma homenagem à gatinha de minha querida amiga Gabby, Sofia… Que era tremendamente amada.
Irmã de Alice e Arthur. Os três moravam na rua com a mãe, que foi morta por um cachorro, e chegaram aqui no dia seguinte, em novembro de 2006, com 20 dias de vida. Quase morreu dois dias depois, de pneumonia por aspiração, e novamente aos seis meses, de panleucopenia. Mas mostrou-se uma pequena guerreira, e aqui está, esperta, brincalhona, hiperativa e fofa. Menina maluquinha, dá saltos no ar e adora correr pela casa. Muito amiga do Jean-Louis. Afilhada da Gabby e da Ro.
55 – Alice Lewis ( Lilly ), SRD preta e branca, nascida em 30/10/2006Alice
Alice significa “verdadeira”. Mas o nome foi escolhido por ela ser uma sonhadora, como a menininha do conto infantil… Lewis foi uma homenagem à Lewis Carroll, o autor de “Alice no País das Maravilhas”.
Irmã de Sofia e Arthur. Chegou aqui fingindo que era azul, mas logo os pêlos mais claros caíram, rs rs rs… Desde sempre uma menininha grudenta e gordinha, cheia de amor e ternura, super apegada, mienta e carinhosa. Apaixonada por mim, não vê com muito bons olhos minha adoração pela Ninochka. Está sempre por perto, e mia quando ouve a minha voz. Sempre me responde, e vem correndo quando canto para ela ( Hi Lili Hi Lo ). Afilhada da Marilia B.
arthur56 – Arthur Pendragon ( Tuco ), SRD preto e branco, nascido em 30/10/2006
Arthur significa “nobre, guerreiro” e Pendragon “coração de dragão”, ou “chefe dragão”. Nome dado em homenagem ao meu personagem masculino favorito !!!
Irmão de Sofia e Alice, meu menino gordonço e bolofofo, todo bonzinho e gostoso. Adora comer e adora brincar com água, transformando todos os dias a cozinha numa piscina para gatos, com ajuda da fonte. Delicioso e lindo, com cara de batminho, é um dengoso de marca maior, e adora dormir em cima de mim. Engraçado e brincalhão, apesar do excesso de fofura adora correr pela casa, e perseguir Ninochka e Mitôa. Afilhado da Magali.
denise cristina57 – Denise Cristina ( DeeDee ), SRD tricolor, nascida em 16/05/2006
Minha tricolor perfeita recebeu o recebeu o nome de três amigas especialmente queridas. Denise significa “seguidora de Dionísio”, e Cristina, “escolhida por Deus”, uma curiosa combinação.
Denise foi resgatada no Méier, super grávida, por mim e duas amigas, em abril de 2007. No dia seguinte, teve três lindas filhotinhas, todas doadas. Mas minha tricolor dos sonhos não poderia ter outro destino senão minha casa mesmo. É uma gata gorducha e feliz, de uma vivacidade e alegria impressionantes. Tem muita disposição e adora brincar, correr e subir em tudo. Adora bolinhas e ratinhos, adora viver. Se dá bem com os outros gatos, mas sem grandes intimidades. Afilhada da Andréa Bianco
58 – Freya, Queen Of Valhalla ( Fré ), SRD tigrada escama, nascida em 30/06/2007FREYAQUEENOF
A Deusa Freya é uma das mais importantes da mitologia nórdica. É a deusa da sensualidade, do amor, arrebatadora como a minha pequenina, a senhora dos gatos. Sua carruagem dourada é puxada por quatro deles.
Freya chegou aqui em casa em outubro de 2007, com mais três irmãos lindos e super peludos. Estavam vivendo em um galpão abandonado, e eram cuidados por um protetor que morava perto da favela do Jacaré. Os irmãos foram doados e ela ficou. É a minha pequenina, anãzinha linda. Não cresceu, ficou parecendo um bibelô de gata. Peluda e dengosa, super amorosa, mas muito voluntariosa, dominadora e ciumenta. Encara qualquer gato, basta olhar torto para ela, não importa que tenha várias vezes o seu tamanho. Detesta a Paloma, e sempre que pode, tenta tirá-la de perto de mim. Mas é apaixonante, um amorzinho, meu grude, minha bonequinha… Afilhada da Aline F.
59 – Othello, o Mouro (In Memorian) ( Téo ), SRD preto, nascido em 29/10/2007
Homenagem a um dos personagens mais admiráveis de Shakespeare, e a um querido sobrinho, que era da minha irmã e hoje mora no Texas com a sogra dela.
Irmão do Syan, os dois foram resgatados pela Déia, com uma pequena participação minha, no shopping Cittá, na Barra, em dezembro de 2007. Era muito bravinho e arisco, rosnava e ameaçava bater. Mas em poucos dias estava conquistado, e aprendeu a gostar de amassos e carinhos. Muito bonzinho e brincalhão, guloso e fofo. Adora Benjamim, Oleg e Giuseppe, que o adotou. Afilhado da Déia.
60 – Anauel Damabiah ( Nanauel ), SRD tigrado e branco, nascido em 30/08/2007anaeul
Anauel tem o nome de dois anjos. Anauel significa “a glória de Deus”. Damabiah é o anjo regente do dia 23 de maio, meu aniversário, e significa “a sabedoria de Deus”.
Resgatado pela minha amiga Cris no comecinho de 2008, ficou alguns meses para doação, sem sucesso, até vir para a minha casa, em julho do mesmo ano. Era feral, extremamente arredio, e evitava qualquer contato com humanos. Ainda foge de pessoas estranhas, mas já aceita minha companhia, atende quando chamado, e está sempre ao meu lado. Menino doce e bonzinho, muito calmo e simpático, adora todos os outros gatos, e todos o receberam muito bem. Lindo e peludinho, um gatinho muito especial. Afilhado da Andrea Leonam.
61 – Yuri Zvezda (in memorian) ( Neném ), SRD tigrado e branco, nascido em 28/10/1995
Yuri significa “fazendeiro, semeador”, e Zvezda “estrela”, portanto “semeador de estrelas”. É como a Marta me chama, então resolvi juntar o útil ao agradável. 🙂 ( aos curiosos, tem mais aqui: http://dropsdeanis.wordpress.com/2009/04/15/o-semeador-de-estrelas/ )
Era da minha madrinha, falecida em março, e veio para cá um feral enfurecido, que não suportava qualquer contato, e nunca tinha visto outro gato na vida. Chegou muito doente, depois de uma estadia na casa de uma amiga, e quase morreu. Se salvou, mas perdeu a visão de um dos olhos… O que não o impede de ser um gatinho feliz. É um vovozinho magrinho e ainda tem o pelo feio, resultado talvez de anos sem cuidados veterinários e sendo alimentado apenas com peixe, mas se transformou de feral em um gatinho muito carente e dengoso. Não deixa que o peguem ainda, mas atende quando eu chamo, mia me procurando pela casa e adora carinho. Afilhado da Aline F e da Magali.
62 – Aleksandr Pushkin in memorian(Push), SRD branco, nascido em 26/01/2003
Irmão do Anakin, era da minha irmã, e foi morar com o noivo dela em 2006, depois qPushkinue ela morreu. Mas em julho de 2009 ele também faleceu, e Pushkin e seu “irmão” Noel vieram morar comigo. O nome foi dado em homenagem a um dos poetas preferidos dos dois.
Pushkin é um gatão enorme e gorducho, o mais gordo de todos os meus gatos. É redondo e fofo, um gigante gentil, meu ursinho polar. Tem os olhos verdes mais lindos do mundo, é bem pacífico e tranqüilo, e um comilão de primeira, claro. Muito dominador e um excelente adestrador de humanos. Quase morreu quando chegou aqui em casa, pois parou de comer por ter perdido seu dono, pelo qual era apaixonado. Demorou muito a se recuperar. Afilhado da Tati.
63 – Noel Rosa ( Noni ), SRD preto e branco, nascido em 13/11/2003
Irmão de Ninochka, Oleg e Mitôa, foi criado por mim na mamadeira, como seu irmãozinhos. Era da minha irmã, e foi junto com o Pushkin para o noivo dela, em 2006. Assim como o Pushkin, virá ficar comigo. O nome é uma homenagem óbvia a um dos compositores dos quais a minha irmã mais gostava.
Noel é um gnoelato maravilhoso, com um temperamento doce e meigo, marca registrada da família. Modéstia à parte, eles foram muito bem criados, rs !!! Noni é muito receptivo e adora gente, mesmo estranhos. Adora se esfregar em tudo e subir nos ombros das pessoas, como seus irmãos. É brincalhão e aprontão ( outra marca registrada ), e lindo demais, com seu nariz de batatinha !!! Mas é também um implicante de carteirinha, possessivo e ciumento. Afilhado da Marilia B.
64 – Camille Claudel – nasceu em março de 2012
CAMILLE

65 – Edward Francis – 3 anos

EDWARD FRANCIS - 3 anos

66 – Amélie Poulain – 3 anos

AMÉLIE POULAIN - 3 anos

67 – Alexia – 8 anos

alexia

E assim, chegamos ao fim !!!

E por favor, não se animem a dizer “um dia quero ser como você”, nem desejem ter para si essa quantidade enorme de felinos.

Eles são maravilhosos, são fofos e deliciosos, e os momentos de alegria são muitos, sem dúvida nenhuma. Mas é uma trabalheira sem fim e uma gastação maior ainda. Não desejo a ninguém. Minha meta é realmente não trazer mais gato algum para casa, por muitos e muitos anos, até que chegue a um número bem reduzido ( muito embora ultimamente a vida tenha me sabotado, rs rs rs ).
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: