Família Mey

Oi, pessoal!!
Meu nome é Letícia e venho acompanhando a lista, esporadicamente, desde o início de 2012.
Tenho cinco gatinhos: Léo, Lilica, Mambinho, Dudu e Pitica. São minhas alegrias e, como trabalho em casa, estão sempre comigo.Léo
E entrei na lista depois que descobri que o Léo, o mais velho, com sete anos, estava com problema renal.
A Aline G., querida amiga e mentora, quem me ajudou muito nesse período pois, como marinheira de primeira viagem, ainda não sabia o que fazer.
Confesso que foi uma longa caminhada, e eu, que não podia ver sangue (pra vocês terem uma idéia, desmaiei ao acompanhar minha filha no dentista pra tirar o ciso), agora tô craque em dar soro, etc, etc… A princípio, achei que a lista ia me ajudar no trato dos bichinhos mas, conforme fui lendo as mensagens (e quantas!!) fui descobrindo que essa lista é bem mais do que isso.
Já ri, chorei, fiquei triste, revoltada e feliz, acompanhando as notícias e histórias que circulam por aqui. Enfim, confesso que não tenho tempo pra ler tudo que sai, mas estou sempre dando uma espiadinha… E ainda não tinha conseguido tempo pra escrever, me apresentando. Então resolvi, como meta de ano novo, me enturmar mais por aqui, afinal, já deu pra ver que é todo mundo gente da melhor qualidade! E como diz um autor que gosto muito, o dia só tem 24 horas; se a gente não arrumar tempo hoje, não vai arrumar nunca!!
Bom, pra terminar: meus gatinhos estão ótimos. Léo com problema renal crônico, tomando soro dia sim, dia não, homeopatia e renal essentials e está super bem.
A creatinina e uréia estão controladas e baixas (pra um renal) e ele tem cristais na bexiga, mas estamos acompanhando e a homeopatia tem ajudado bastante.
Mas está gordinho, feliz, comendo bem, brincando… enfim, normal! (E devo isso a Aline G.!!)
Espero (e pretendo) que esse ano, consiga participar mais!!
“Pois é, o Léo é um bengal bem marrentinho! Era o rei do pedaço, até ficar doente e chegar a Pitica. Agora, ela, que é a caçula, que manda no pedaço. É brava a beça, todos tem medo dela.

027

Mambinho – Já o Mambinho, meu abissínio, é um doce.

Mas detesta colo. Eu brinco que ele é meio autista, vive num mundo só dele.
Ou que ele nasceu trocado, era pra ser cachorro: é o único que corre pra porta quando toca a campainha, adora gente e comida.
Nossa!  O danado chega a dormir do lado dos potes de comida.
O Dudu, meu cinzinha, é um docinho.
E aqui é uma bagunça de comida: tenho que trocar sempre de ração, senão eles param de comer. Enjoam mesmo. Ração renal, impossível. Rola greve de fome mesmo.
A Lilica come qualquer uma, desde que seja Royal.
Então vou variando as de gatos idosos de diferentes marcas.
E meu marido estraga tudo, comprando as mais porcarias de vez em quando – e eles adoram.
Ainda cozinho peito de frango e atum, de vez em quando, e rola muita sopinha de patê.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: