Lipidose hepática em gatos

24 abr

via Gateiro by thiago on 4/23/13

A lipidose hepática é um acúmulo de gordura no fígado do gato, gerado por uma cascata de fatores. É a doença do fígado mais comum nos gatos.

O que desencadeia a lipidose hepática é a anorexia prolongada nos gatos obesos. Gatos que ficam três dias sem se alimentar já podem desenvolver a doença. A causa da anorexia pode não ser descoberta, mas na maioria das vezes a lipidose hepática é secundária a alguma doença, como a doença intestinal inflamatória, a pancreatite e a diabetes.

O jejum prolongado nos gatos obesos pode desencadear uma série de fatores, entre eles a resistência à insulina e o acúmulo de gordura no fígado, tornando-o incapaz de realizar suas funções.

SINTOMAS

Os principais sintomas são: anorexia, vômito, salivação e mucosas amareladas (icterícia).

DIAGNÓSTICO

O diagnóstico é feito pelo veterinário através dos sintomas, da identificação de uma possível doença primária, de exames de sangue que avaliem também as enzimas do fígado, de ultrassom e de citologia ou biópsia do fígado.

TRATAMENTO

O tratamento consiste em reintroduzir a alimentação gradativamente. Muitas vezes é necessário introduzir uma sonda para alimentar o gatinho. É importante tratar o que desencadeou a anorexia (doença primária).

A reintrodução alimentar deve ser fundamentalmente gradativa, e muitas vezes é necessário internar o gato em uma clínica ou hospital para acompanhar de perto a evolução.

Com o tratamento adequado, o gatinho tem chance de cura!

PREVENÇÃO

Prevenir a lipidose hepática é prevenir a anorexia. Muitas vezes a anorexia está associada ao estresse. São fatores que desencadeiam o estresse: mudança na dieta, mudança de casa, inserção de novo animal de estimação (cão ou gato), inserção de nova pessoa na família, entre outros.

Apesar de fofinhos, os gatos obesos são os mais acometidos pela doença. Portanto, mantenha o seu gato no peso ideal! Mas caso ele seja gordinho, não inicie um regime sem orientação veterinária.

Se você percebeu que o seu gato parou de comer, é melhor o levar ao veterinário!

Nunca medique o gato sem a orientação de um veterinário. Essas informações são apenas para ofertar conhecimento aos proprietários e não são um diagnóstico.

Post da parceira e veterinária, Dra. Laila Massad Ribas, autora do portal Medicina Felina.
Foto: Flickr – Gattomimmo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: