GRIPE ANIMAL: Como identificar?

24 abr

via Bicharada by Ana Karina on 4/24/13

Seu bichinho está com tosse, fraqueza ou brincando menos? Cuidado! Ele pode ter o vírus da gripe. Cães e gatos também sofrem de resfriado com a mudança do tempo. As doenças respiratórias, popularmente conhecidas como gripe, são causadas por agentes diferentes, como bactérias, fungos, vírus e processos alérgicos. A transmissão ocorre, geralmente, quando há aglomeração de animais, como em praças, canis, abrigos, clínicas e pet shops. O vírus animal é espalhado da mesma maneira que a gripe humana, por secreções respiratórias transportadas por via aérea (espirro e tosse) ou por objetos (brinquedos e guias). É importante limpar os acessórios após utilizá-los na rua. O vírus é destruído facilmente por desinfetantes.

Confira as dicas da médica veterinária Patrícia Radl.

SINTOMAS:
A gripe animal possui sintomas semelhantes aos da influenza humana. Afeta o trato respiratório superior, podendo incluir olhos, nariz, faringe, boca, laringe, traqueia e, ocasionalmente, brônquios e pulmões (nos casos mais graves).

Animais de qualquer idade podem ser afetados, mas os filhotes estão sujeitos a ficarem mais debilitados. Os sintomas gerais incluem febre, enfraquecimento, diminuição de apetite, desidratação, corrimento nasal e secreções variáveis nos olhos.

Diferença de sintoma entre felinos e caninos

Os espirros são mais comuns nos gatos. Os acessos de tosse seca, parecendo que o animal está engasgado e, às vezes, expelindo um tipo de espuma branca pela boca, são sintomas caninos. Essa tosse costuma piorar com atividades físicas, agitação ou pela própria pressão da coleira. É importante salientar que nem sempre o cão que apresenta o sintoma de tosse seca está com a gripe canina. Muitas vezes, isso também ocorre em animais com problemas cardíacos, em especial, nos idosos.

TIPOS DE GRIPE:
* Nos gatos, os agentes principais são o Herpesvírus tipo 1 (FHV-1), o Calicivírus felino (FCV) e a Chlamydia felis. Além desses agentes infecciosos, a doença quase sempre envolve outros bacterianos, como o Mycoplasma felis e a Bordetella bronchiseptica.
* Nos cães, a gripe também é conhecida como tosse dos canis e é causada principalmente por três agentes infecciosos, uma bactéria de nome Bordetella bronchiseptica e dois vírus, Parainfluienza e Adenovírus, agindo de forma isolada ou em combinação.

PREVENÇÃO:
* Para evitar a doença, é fundamental imunizar seu bichinho anualmente. Para cães, é importante a vacina polivalente e a vacina contra a traqueobronquite canina. Para os gatos, a tríplice felina. No caso da gripe canina, causada pelo vírus influenza canino, não há atualmente nenhuma vacina disponível.
* A vacinação contra a gripe para os animais, assim como para os humanos, não impede o desenvolvimento da doença, mas nesses casos os sintomas serão mais leves.

Custo da vacina
Cães: em média R$ 50
Gatos: em média R$ 40

CUIDADOS NO INVERNO:
* Vacina anual.
* Manter o animal protegido do frio, da umidade e do vento.
* Banhos devem ser evitados nos dias mais frios.
* Se o cachorro tiver pelo curto ou for tosado, use roupas adequadas para aquecê-lo.
* No passeio, procure lugares com pouca aglomeração de cães e gatos.
* Se o animal já estiver com os sintomas da gripe, é importante deixá-lo isolado de outros bichos, para evitar a disseminação da doença.

CONTATO COM AS PESSOAS:
Não é comum as gripes canina e felina contagiarem humanos. A transmissão habitual se dá entre animais, tanto pelo contato direto com outros bichos, quanto pelo próprio ar. Entretanto, a bactéria Bordetella bronchiseptica pode infectar pessoas que estejam com o sistema imune debilitado, mas é uma situação

muito rara.

MEDICAÇÃO:
É basicamente a mesma para cães e gatos. O ideal é buscar ajuda do veterinário, para fazer um tratamento adequado, à base de antibióticos ou anti-inflamatórios e xaropes para aliviar a tosse. A automedicação pode camuflar os sintomas, intoxicar o animal ou até mesmo piorar o quadro. Em alguns casos, utiliza-se soro para mantê-los hidratados e nebulização para reduzir os sintomas de tosse e desconforto.

UTILIDADE DOS PELOS:

Os pelos são a proteção natural dos animais e contribuem para que sintam menos os efeitos do frio. Porém, em alguns casos, os animais de pelagem muito curta ou recentemente tosados necessitam de roupas. Algumas raças são mais resistentes ao frio, como chow-chow, pastor alemão, husky siberiano, akita, malamute do alaska e o são bernardo, que possuem um subpelo e maior camada de gordura sob a pele.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: