Dica de Cuidado 5 – sobre FIV e FELV com a tia Vivian

6 fev

via Borges, o gato by Borges – @borgesogato on 2/4/13

dica_de_cuidado_titulo

Olá, fãs!

Hoje a dica de cuidado vem falar sobre dois grandes perigos para os gatinhos: FIV e FELV. Leiam atentamente o texto da tia Vivian! Bom proveito.

Ass.: Borges, o gato – @borgesogato

———————

Olá, fãs do Borges e da Christie. Tudo bom? Hoje trouxe para vocês explicações sobre FIV e FeLV. Fiquem atentos:

vivianFIV ( Vírus da Imunodeficiência Felina) e FeLV (Vírus da Leucemia Felina) são doenças virais exclusivas dos felinos, de alta prevalência em animais com acesso a rua ou locais com alta população de animais não testados . A transmissão pode ocorrer da mãe para os filhotes, por lambedura, mordedura, contato sexual e brigas com outros gatos. Uma vez infectados, não há cura.

A FIV, conhecida como AIDS felina, pode causar desde sinais inespecíficos como febre, anemia, perda de peso, infecções bacterianas recorrentes como cistite, lesões em cavidade oral, rinite, pneumonia, entre outros. Os animais positivos também são propensos a ter Linfoma, um tipo de câncer. Gatos FIV + podem passar anos assintomáticos, ou seja, sem nenhum sinal clínico e após os 6 anos, eles podem aparecer.

A FeLV causa um quadro bem parecido, porém a ocorrência de leucemia e linfoma é muito mais frequente, devido a ação oncogênica do vírus. Filhotes de gato com menos de 4 meses de idade são mais suscetíveis que os adultos. Já retornou ao Brasil a vacina contra FeLV, porém o animal não pode ser vacinado caso ela seja positivo. Para se ter certeza, é necessário testá-lo.

Critério para a vacinação contra FeLV: Gato com acesso a rua, principalmente os que se envolvem em brigas.

A sobrevida de um gato FIV + é de mais ou menos 5 anos, já na FeLV, a expectativa de vida após o diagnóstico é de 2 a 3 anos.

Um animal pode ser FIV e FeLV positivo ao mesmo tempo. Neste caso já se sabe que a sobrevida é ainda menor.

Indicações para os testes de detecção dos vírus:

* Gatos recentemente adotados;

* Gatos recém chegados, antes de introduzi-los em um domicílio com gatos sadios;

* Gatos que tem acesso a rua;

* Gatos com sinais clínicos de doença compatíveis com FIV e/ou FeLV;

O exame é muito simples de ser feito. É coletada uma pequena amostra de sangue, que pode ser enviada ao laboratório veterinário ou feito no próprio consultório, como mostrado nas imagens a seguir.

Nossos agradecimentos a proprietária Maria de Fátima que permitiu a divulgação das fotos dos seus lindos Persas (Russo, Princesa, Sophia e Shaolin) todos negativos para FIV e FeLV.

Lembrem-se: a prevenção é sempre a melhor opção!

Beijos a todos!

Shaolin

Shaolin

Sophia

Sophia

Princesa

Princesa

Russo

Russo

Resultados

Resultados

Vivian Lage de Oliveira
CRMV-RJ 10858
Especialização em Clínica Médica de Pequenos Animais
Formada pela UFF
Pet Paradiso: 3ªs, 6ªs e Sábados
Rua Barão de Mesquita, 359
2234-7775 ou 2574-9589
http://www.petparadiso.com.br
Fanpage, clique aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: