COCEIRA EM FELINOS: NEM TUDO É SARNA!

22 out

via www.blogfelino.com.br de blogfelino em 21/10/11

Postado por Luciana Marchioro, Médica Veterinária Dermatóloga (especialização em Dermatologia veterinária).

Atua em Caxias do Sul. Contato pelo fone (54)3226.6292, email lumarchioro2010

Foi -se o tempo em que gato não ia ao consultório veterinário, sendo isso um privilégio somente de cães. Hoje não somente nossos bichanos visitam regularmente o Médico Veterinário como também são atendidos nas diversas especialidades que esta classe oferece.

Dentre elas está a dermatologia veterinária. Sabe-se hoje que nem “tudo é sarna” em nossos companheiros peludos, sendo descoberta inúmeras doenças dermatológicas de diversas origem, como parasitárias, alérgicas, imunológicas e também comportamentais

As DERMATOPATIAS PARASITÁRIAS são as mais vistas na clínica do dermatólogo veterinário, sendo incluído nesta classe:

  • sarna sarcóptica (sarna notoédrica felina): o gato apresenta coceira intensa (prurido), feridas e bolinhas pelo corpo (pápulas e pústulas) e pele avermelhada (eritema). Deve ser realizado um exame clinico e anamnese profunda, para assim ser realizado um diagnóstico diferencial.
  • sarna notoédrica: doença de pele de intensa contaminação e proliferação, com muita coceira. A pele fica escamada e com crostas.
  • sarna demodécica: acomete felinos imunodeprimidos, geralmente associado alguma patologia viral.
  • sarna otodécica (otocaríase): geralmente acomete os ouvidos dos felinos, mas pode habitar também toda a superficie corporal causando coceira generalizada, sendo altamente contagiosa por contato direto.
  • queiletielose: chamada de “caspa andante”, também causa intensa coceira e presença de “caspas” como o prórprio nome diz, sendo confundida com diversas doenças, não somente parasitárias mas também alérgicas e distúrbios de disqueratinização (seborréia).
  • linxacaríase: intensa coceira e caspas.
  • dermatofitoses: com 3 principais fungos envolvidos, pode ser assintomática, podendo contaminar outros animais e o homem.

Sendo estas as principais doenças parasitárias, porém não as únicas doenças dermatológicas, deve-se fazer um diagnóstico diferencial realizado pelo médico veterinário, incluindo os principais exames dermatológicos (às vezes sendo necessário até biopsia de pele afim de elucidar o caso).

A Dermatologia Veterinária e principalmente felina evolui a cada ano, mostrando que o gato hoje em dia também faz parte da família, e para tal precisa de tratamento especial e diferenciado, mostrando que nem tudo é sarna.

Anúncios

Uma resposta to “COCEIRA EM FELINOS: NEM TUDO É SARNA!”

  1. raquel 24/10/2011 às 12:48 pm #

    Muito legal o blog! Adorei o cabeçalho, está lindo. Parabéns! Beijos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: